sábado, 11 de julho de 2009

Entrando em cena

Muitos corpos estarão por aqui. Aguardem!
Vou deixar Zephyros sussurrar-me as boas-novas e os hálitos dos desditosos e cheios de si: divirto-me com eles!
E já decidi: não vou chorar o leite derramado das galáxias durante a noite.
Serei a esgrimista desta densa coreografia de palavras e desatar os nós (e tecer outros) dos poemas que me chegarem pela janela.

Um beijo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe suas pegadas por aqui