sábado, 29 de agosto de 2009

Blablaloides: poesia é... pois é... mesmo?

Navegando pela net topei com uns ouropeis que me inspiraram! Meio atordoada com a baixa qualidade dos versos que vejo por aí, não resisti em contribuir. Fiz esse que vai em itálico, meio parafraseando a forma e o conteúdo dos que li. E

igual a esse
faço aos montes
por encomenda
é só dizer
a palavra certa
que a inexata
escrita arisca
versos verte
como formigas.

horizontes esverdeados miram
a paixão
azul dos amores
que tive
agora dissipam-se
como dinossauros
no ventre do tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe suas pegadas por aqui