sábado, 29 de agosto de 2009

mais blablablás de poesialoidetemporânea

Mais um fresquinho... não dá pra resistir à inspiração que me vem das janelas da net...
Quem dará a resposta certa será um poetinha amigo meu, companheiro de longos anos... Logo mais ele aparece.

As verdades incólumes
gritam nas cavernas
seu silêncio de estrelas
invernam os lumes e as crenças
vermelhas da terra
horizontes de pó dourado
crepúsculo inóspito
inferno do corpo
e rasgam horizontes azuis
nas veleidades da alma
as verdades insones.

Um comentário:

  1. oi.
    tô fazendo um ezine com textos de blogs da interNerd. gostei pacas do seu jeito de escrever. gostaria de publicá-la no Bar do Escritor em
    www.bardoescritor.net
    se vc topar, mande para maobranca@gmail.com sua aceitação juntamente com uma o texto que escolher e uma minibiografia com seus endereços da rede.
    beijos

    ResponderExcluir

Deixe suas pegadas por aqui