domingo, 29 de novembro de 2009

Saídas de emergência

Menina quando cresce
esparrama pelo chão
o não
pise na grama
o não
fale com o motorista
o não
fume.
Reclamações:
vide bula.


Menina quando cresce
entontece
este lado para baixo.
Seu assento preferencial dispara
portas automáticas
levemente agitadas
antes de usar.

sábado, 21 de novembro de 2009

Mulheres em curvas
derramam-se em carnes
volumes de tempo
nódulos de nuncas
excessos
de si mesmas.


Nas suas bastanças
ondulam olhares
humores de chuva
ao sol quente
das carnes.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Amantes

Ah os amantes!
Lânguidos piedosos devotos
(de si mesmos)
entregues ao abandono
(suas venéreas e áureas presas).


Como espelhos se devoram
no infinito de suas imagens
(retina de seus humores).

Depois,
desligam a TV.