sábado, 20 de fevereiro de 2010

Pele serpentina

ousadia de orquídea
e de aderências
na pele
querenças

6 comentários:

  1. [o tempo, guarda-se entre cada pedaço de derme, que se rasga por si própria lá atrás; a serpente também traz essência de futuro, abandonado o passado]

    um imenso abraço, Susannah

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  2. O tempo, Leonardo, adere e ousa e invade e rompe a gente por dentro e pelo caminho.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. O tempo, quem diria o TEMPO...

    BEIJO
    Nani

    ResponderExcluir
  4. A sutileza da sensualidade é uma marca em sua poesia!

    ResponderExcluir
  5. nussa! eu não sabia que você escrevia. Mas tá bom, você também não sabia que eu faço o mesmo...

    gostei daqui, volto pra esse "Papel de riscos" despois.

    Beijos

    ResponderExcluir

Deixe suas pegadas por aqui