sexta-feira, 28 de maio de 2010

eufemismo

Uma metáfora atravessou o coração do meu amor.
Partido, anda por aí com metonímias nos olhos...
Alimenta-me agora com hipérboles nos lábios
enquanto me cochicha onomatopéias atrás da porta.

3 comentários:

  1. [sempre desconfiei do coração como uma figura de estilo; aceito-o como verbo, mas já não me engana com tanta facilidade]

    um imenso abraço, Susannah

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  2. O coração é um fingindor, Leonardo, finge tão completamente..."
    Bjs,

    ResponderExcluir
  3. O coração é um deuzinho bobão, autor cegueta da prosa do mundo. =]

    ResponderExcluir

Deixe suas pegadas por aqui