segunda-feira, 13 de setembro de 2010

No vento

Sem retorno
em torno
de mim as voltas
no tempo voam
som no vento
sou evento
no repente
de mim.

3 comentários:

  1. "As voltas no tempo voam... evento no repente de mim." Poema curtinho e bonito. Voltas que voam.. Gaivota.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. E como voa, o danado do tempo... E nós voamos, na direção contrária, tentando driblá-lo. :) Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Meus amigos, Nydia e Eduardo, somos um nada no tempo, uma poeira no vento, um cisco. E dentro disso, a nossa presença como um risco nesse abismo todo da vida. Bjs!

    ResponderExcluir

Deixe suas pegadas por aqui