sábado, 27 de novembro de 2010

A outra personagem desvanecida

Você
ensaio breve
de gente
não compreende
não sente
rente o abalo.
Em você
o desmaio
se tinge
e perde
e mente
a cor
do raio
que sente
e finge.

Sair de você
é urgente.
Pálido
de mim
como lua
eu quase
de quatro
crescente
me calo
antes que
seja
tarde.

Um comentário:

  1. qdo as coisas não estão muito boas, eu venho pra k... e vou ficando. parece q é assim q se sucumbe a um vício, não? E adivinha, ultimamente, estou sempre por aki... mas este é um vício q me retorna à vida e nos torna (vida/eu) semi possíveis. não parece tão mau. e vou ficando... as cores daki tem uma temperatura legal, like.

    ResponderExcluir

Deixe suas pegadas por aqui