terça-feira, 2 de novembro de 2010

Seu cabelo tem garras na ponta

seu cabelo
de garras na ponta
folhagem de bocas
e cólicas delícias

engole
a úmida letra

e seiva
lenta
e lança
açoita
e sente
me volta
em torno
em cona
em longa
serpentina

Um comentário:

Deixe suas pegadas por aqui