quinta-feira, 21 de julho de 2011

Meus proversos

Nelson Leirner - A revolta dos animais


Gaivota fez bico. Entortou as asas. Fez cara de malvada. E disse: "Poesia é coisa boa, e eu gosto!"
Gaivota não tá nem aí com as voltas que o mundo dá. Releu, mastigou tudinho e entrou na raia com seus proversos.


"em casa de poeta, verso se vira do avesso"

"palavra mole em língua dura tanto bate até que apura"

3 comentários:

  1. vindo e adorando!
    adorei.
    beijos
    elaine pauvolid
    www.jokasta.org

    ResponderExcluir
  2. Olá, Susanna.

    Olha, este "palavra mole em língua dura tanto bate até que apura" é qualquer coisa de fantástico. Entrou para a lista de versos que eu gostaria de ter escrito, lindo!

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Aves são um tema que também que me atrai!

    ResponderExcluir

Deixe suas pegadas por aqui