terça-feira, 3 de abril de 2012

Ave aprendiz

Os amantes, de Chagall: como compreender a entrega e a dor da viagem para o coração do outro? Esta gaivota sabe o que é paixão.

Escondidas nas pernas

minhas perdas:

suas penas

de ave aprendiz.

Voam baixo 

sob os últimos raios

do nosso eterno

olhar cicatriz.

Voam rentes agora e sempre

as penas à pele a sentir

e como presas se rendem

e entre as pernas se perdem

e cantam um não existir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe suas pegadas por aqui