domingo, 29 de abril de 2012

A lã traça o roteiro dos laços

Enquanto a lã traça o roteiro dos laços, a menina sorri o encantamento do encontro...

O que fui ainda me habita. Por isso as asas. Por isso a terra. E a certeza do pouso certo em terra estranha. E a alegria nata. E a boca aberta. De espanto. E de fome daquilo que desconheço, daquilo que desejo. Sei-me ainda aquela, na ternura com que olha a terra, na abertura com recebe o ar.

2 comentários:

  1. E a rara capacidade de maravilhar-se ante as coisas simples... E o estupor frente à beleza que te arrebata. Ah! Sempre voando essa gaivota tão querida! Bj grande!

    ResponderExcluir
  2. É como fazer parte de sua literatura - viagem da maravilha...

    ResponderExcluir

Deixe suas pegadas por aqui