quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Um romance bem pontuado


Um homem e uma mulher. Entre eles, diante deles, neles: o desejo pelo outro. A leveza desse momento é o ritmo que anima a asa da gaivota. Ela toca, sente, se apruma. O voo é certo. O estudo de um casal, de Egon Schiele, pontua todo o romance como um discurso silencioso.  Como deve ser o discurso amoroso.

Há vírgulas em sua boca. Interrogo suas curvas e os reticentes lábios que se abrem... Agem como travessões a cada lance da língua. Parênteses do meu desejo. Aspas dos meus dedos, que imaginam galgar as suas circunflexas espáduas. As cedilhas de minhas coxas percorrem a doçura das curvas dos meus olhos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe suas pegadas por aqui