terça-feira, 23 de abril de 2013

ora pombas


. Bosch ajudou a gaivota no vôo e disse que o mundo era assim mesmo, para o seu desespero.

As migalhas? Deixo-as aos pombos, todos bobos, bicando o mais que podem o asfalto. Divirto-me com sua tonteria, sua briga pela migalha mais polpuda. Às vezes trocam delicadezas: "vosmecê faz favor..."; "agradecida D. Padilha"; "que gentileza D. Boniteza"; "conte sempre comigo, meu umbigo, digo, Sr. Pumpilho". Os pombos são criaturas pasmas. Tantas graças rasgadas e nenhuma estampilha de ave se aventura deixar a pequenez dessas criaturas do solo. Ainda bem que os pombos comem as migalhas.

Um comentário:

Deixe suas pegadas por aqui