domingo, 15 de março de 2015

Noturna foice



O voo noturno e hipnótico de Van Gogh assombrou a gaivota.
O céu é um vulcão a esta hora e a terra inocente dorme sob a ameaça da noite.

Noite noite noturna foice

noturna vai-se
soturna põe-se
assim
no pescoço da gente e

- se atira, vai!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe suas pegadas por aqui